Programa de ajuda externa a Portugal

Gostou deste Artigo? Partilhe com os amigos

Troika em Portugal, o programa de ajuda externa a Portugal deverá ser apresentado oficialmente a 05 de Maio pela troika. O programa preparado pela troika apresenta as condições do empréstimo do Fundo Monetário Internacional, do Banco Central Europeu e da Comissão Europeia a Portugal. O governo demisionário do PS apresentará o documento com os resultados das negociações. A troika esclarecerá todas as dúvidas sobre as condições e contrapartidas da proposta a Portugal.
O empréstimo a Portugal de 78 mil milhões de euros ficará definido na reunião de ministros do Ecofin, nos dias 16 e 17 de Maio, em Bruxelas e da qual todos têm de dar o seu aval. O programa será aplicado durante três anos e as medidas de austeridade deverão ter maior incidência em 2011 para os Portugueses.
A negociação com a troika exige uma redução do défice para 5,9% em 2011, 4,5% para 2012 e 3% para 2013.
As Principais medidas do programa elaborado pela troika de ajuda externa a Portugal são:
Impostos
Agravamento do IRS para a classe média;
Diminuição das deduções relativas a despesas com compra de casa, com saúde e com educação;
Aumento do IMI;
Descida do IMT;
Aumento das taxas moderadoras na saúde;
Aumento do IVA na fatura da eletricidade;
Revisão dos produtos com taxa reduzida de IVA;
Salários
Aumento das pensões mínimas;
Corte nas pensões acima de 1500 euros mensais;
Não haverá cortes nos salários da função pública ou no 13º e 14º meses;
Função Pública
Redução em 15% dos cargos dirigentes da administração central e de organismos públicos;
Redução do número de municípios e juntas de freguesia;
Militares proibidos de gerar mais despesa;
Subsídio de Desemprego
Duração do subsídio de desemprego reduzida para 18 meses;
Corte progressivo do subsídio de desemprego a partir do 6º mês;
Valor máximo de 1048 euros;
Empresas
Redução da taxa social única;
Venda do BPN sem preço mínimo;
Privatização da EDP, TAP e REN.
Suspensão de novas parcerias público privadas.

Troika em Portugal, o programa de ajuda externa a Portugal deverá ser apresentado oficialmente a 05 de Maio pela troika. O programa preparado pela troika apresenta as condições do empréstimo do Fundo Monetário Internacional, do Banco Central Europeu e da Comissão Europeia a Portugal. O governo demisionário do PS apresentará o documento com os resultados das negociações. A troika esclarecerá todas as dúvidas sobre as condições e contrapartidas da proposta a Portugal.
O empréstimo a Portugal de 78 mil milhões de euros ficará definido na reunião de ministros do Ecofin, nos dias 16 e 17 de Maio, em Bruxelas e da qual todos têm de dar o seu aval. O programa será aplicado durante três anos e as medidas de austeridade deverão ter maior incidência em 2011 para os Portugueses.
A negociação com a troika exige uma redução do défice para 5,9% em 2011, 4,5% para 2012 e 3% para 2013.
As Principais medidas do programa elaborado pela troika de ajuda externa a Portugal são:
Impostos
Agravamento do IRS para a classe média;Diminuição das deduções relativas a despesas com compra de casa, com saúde e com educação;Aumento do IMI;Descida do IMT;Aumento das taxas moderadoras na saúde;Aumento do IVA na fatura da eletricidade;Revisão dos produtos com taxa reduzida de IVA;Salários
Aumento das pensões mínimas;Corte nas pensões acima de 1500 euros mensais;Não haverá cortes nos salários da função pública ou no 13º e 14º meses;Função Pública
Redução em 15% dos cargos dirigentes da administração central e de organismos públicos;Redução do número de municípios e juntas de freguesia;Militares proibidos de gerar mais despesa;Subsídio de Desemprego
Duração do subsídio de desemprego reduzida para 18 meses;Corte progressivo do subsídio de desemprego a partir do 6º mês;Valor máximo de 1048 euros;Empresas
Redução da taxa social única;Venda do BPN sem preço mínimo;Privatização da EDP, TAP e REN.Suspensão de novas parcerias público privadas.


Gostou deste Post?
Criado por MisterWP - Blogues Profissionais em Wordpress