Chás, produtos naturais

Gostou deste Artigo? Partilhe com os amigos

Chás, produtos naturais, caros leitores(as), os chás são uma bebida preparada através da infusão de folhas, flores, raízes de plantas e como tal é um produto natural de elevada utilidade para o bem estar da saúde de qualquer pessoa.
Historicamente, a origem do chá como erva medicinal útil para se manter desperto não é clara. O uso do chá, enquanto bebida social data, pelo menos, da época da dinastia Tang. O chá mais antigo de todos, conhecido como chá preto, foi descoberto na China há quase 5.000 anos. Trazido para a Europa pelos Portugueses e desenvolvido pelos Ingleses, o chá preto é hoje consumido por pessoas de todo o mundo: pelo seu sabor, pelas suas propriedades preventivas ou curativas, porque ajuda a relaxar ou porque estimula o corpo e a mente
Os primeiros europeus a contactar com o chá foram os portugueses que chegaram ao Japão em 1543, a partir daqui a Europa começou a importar as folhas de chás, tendo a bebida tornando-se rapidamente muito popular, especialmente entre as classes mais abastadas na França e Países Baixos. O uso do chá na Inglaterra é atribuído a Catarina de Bragança, princesa portuguesa que casou com Carlos II da Inglaterra) e pode ser situado cerca de 1660. Catarina patrocinava “Tea parties”, onde o chá passou a ser apreciado pelas mulheres e, posteriormente, daí passou a ser também do gosto masculino.
O chá era bebido em cafés e seu consumo foi crescendo desde o final do século XVII, sendo que era bebido a qualquer hora do dia até o início do século XIX, quando a tradição chá da tarde (“five o’clock tea”) foi instituída pela sétima Duquesa de Bedford em Londres.

Beber chá é tido como um evento social. O chá também pode ser bebido durante o dia e principalmente pela manhã, a fim de aumentar o estado de alerta, já que contem teofilina e cafeína.

Lúcia Lima

O Chá é uma planta nativa das regiões subtropicais com clima de monções, o chá também é cultivado em climas tropicais, obtendo maior sucesso em regiões de alta altitude. Quantitativamente, das cerca de 3.000.000 de toneladas produzidas anualmente, metade é produzida pela China e Índia, em proporções iguais. 60% do restante é produzido pelo Quénia, Turquia, Indonésia e Sri Lanka. Na Europa o chá é apenas cultivado nos Açores, onde são produzidas anualmente cerca de 40 t.
A melhor maneira de se preparar o chá é colocar as folhas em um bule, ao invés de um sachê. Embora seja totalmente aceito o uso de sachês, o resultado com a folha direto é melhor. Adiciona-se água fervente e mantem-se a infusão de 30 segundos a 5 minutos (processo chamado de brewing ou mashing no Reino Unido). Após isso,tanino é liberado, que tem efeito contrário ao da estimulação pela teofilina e cafeína e torna o chá amargo. Alguns chás, especialmente o chá verde e outros delicados como o Oolong ou o Darjeeling precisam de menos tempo, algumas vezes menos de 30 segundos. Usando um coador, separa-se as folhas da água se não estivermos usando um sachê.
As tisanas e as infusões são os métodos mais usuais de preparar “chás de ervas”. Para além de saborosos, estes preparados podem contribuir para melhorar a nossa saúde e bem estar, em baixo poderá ver uma pequena lista de produtos naturais, neste caso chás de várias plantas e suas indicações:
Chá de Abacate ,  dores reumáticas, gota e funciona como diurético.
Chá de Açafrão – Alívio de dores menstruais.
Chá de Alcachofra – Digestivo, fígado e vesícula biliar.
Chá de ABÓBORA, a infusão de abóbora  actua como expectorante, regulariza  a  glicose e baixa o colesterol.
Chá de Alecrim – Alivia dores de cabeça. Anti-fadiga. Estimulante, excelente para recuperação de fadiga, anemia. Digestivo.
Chá de Alfazema/Lavanda – Relaxante. Analgésico. Anti-depressivo. Estimulante, anti-espasmódico, tónico e anti-séptico. Tome em caso de febre.
O chá de alho,  diabetes, hipertensão
arterial, colesterol, gota e constipações.
Chá de Barbas de milho – Diurético, vias urinárias. Calmante natural.
Chá de Beladona – Alívio de dores menstruais.
Chá de Bergamota – Constipações, auxilia a digestão.
Chá de Boldo, Planta originária do Chile, cujas folhas têm especial aplicação em doenças de fígado, pâncreas, estômago, rins e bexiga. Estimula a digestão, evita cólicas, previne a icterícia, elimina o mau hálito e auxilia nas afecções bucais.
Chá de Camomila – Calmante natural, relaxante. Alivia dores de cabeça. Combate ansiedade e depressão. Dores musculares. Acidez no estômago. Vista cansada. Desintoxica o fígado. Regula os intestinos. Alivia cólicas intestinais nas crianças. É tónico e estimulante.
Chá de Cardo Mariano – Fígado, vesícula biliar. Combate a febre. É diurético e sudorífero.
Chá de Carqueja – Indicado para dores de estômago, digestão difícil, problemas no fígado e rins, diabetes. Possui efeitos diuréticos e depurativos. Desintoxicante. Melhora a capacidade física e de raciocínio. Revigorante das funções genitais.
Chá de Castanha da ÍNDIA, auxilia no tratamento e prevenção de varizes e
hemorróidas
Chá de Cavalinha – Diurético, vias urinárias, remineralizante, repõe o cálcio. Úlceras gástricas. Próstata.
Chá de Canela, Para dores de estômago tome uma infusão de canela
Chá de Cidreira / Erva Cidreira / Melissa – Relaxante e calmante natural. Digestivo. Alivia dores de cabeça. Anti-depressivo. Febres, gripes, constipações.Ajuda a combater a insónia e as crises nervosas.
Chá de Crataegus / Espinheiro Branco – Combate a hipertensão arterial, problemas cardíacos, taquicardia, palpitações. Calmante natural. Tome em caso de insónias, vertigens.
Chá de Dente de leão – Digestivo. Fígado e vesícula biliar. Antiasmático.
Chá de Eucalipto – Vias respiratórias, anti-séptico.
Chá de Erva-Doce – Suave calmante, digestivo, elimina os gases intestinais e o mau hálito, alivia cólicas intestinais nas crianças.
Chá de Flor-de-laranjeira – Calmante natural.
Chá de Flor-de-Sabugueiro – Febres, constipações, dores osteo-musculo-articulares.
Chá de FEIJÃO AZUKI, a  infusão de feijão azuki é particularmente indicada para fortalecer os rins, a bexiga
e os órgãos reprodutores
Chá de Freixo – Vias urinárias, drenante. Combate a gota e o reumático.
Chá de Funcho – Digestivo. Gastrites, úlceras, cólicas intestinais. Alivia cólicas intestinais nas crianças.
Chá de Gengibre – Constipações. Dores musculares. Dores de cabeça. Febre. Anti-fadiga. Problemas gastrointestinais.
Chá de Ginkgo Biloba – Micro circulação cerebral, zumbidos, memória. Anti-depressivo.
Chá de Ginseng – Energizante, afrodisíaco. Anti-fadiga. Melhora o sistema imunitário. Tome em caso de insónias. Alivia efeitos da menopausa.
Chá de Jasmim – Digestivo. Relaxante. Anti-depressivo. Tome no caso de pele seca.
Chá de Limão – Antioxidante. Calmante natural. Combate a acidez orgânica.
Chá de Malva – Alívio de dores menstruais, antiséptico.
Chá de Manjerona – Calmante natural. Propicia bem-estar. Tom em caso de azia, falta de apetite.
Chá de MALVAÍSCO, a infusão é utilizada pelas suas propriedades laxativas.
Chá de Menta / Hortelã-Pimenta – Alivia a tensão física, acalma os nervos e as dores de cabeça. Energizante. Excelente para a digestão. Congestões. Acidez no estômago.
Chá de Pau d’arco – Anti-cancerígeno, anti-anémico, anti-fadiga, melhora a qualidade do sangue.
Chá de PAPOILA, a planta possui um efeito sedativo, ajuda a eliminar a ansiedade e o nervosismo, sendo comummente utilizada por aqueles que se queixam de dificuldades em adormecer e pelos que sofrem de dores de cabeça.
Chá de Pés de cereja – Drenante, vias urinárias.
Chá de Pinheiro – Problemas nas vias respiratórias. Anti-séptico.
Chá de Rosmaninho – Alivia a dor de cabeça. Desintoxicação alcoólica do fígado e do sangue. Anti-séptico. Combate a asma, bronquites.
Chá de Salgueiro – Febres, dores musculares, constipações. Alívio de dores menstruais.
Chá de Salsa – Antioxidante. Tomar em situações de anemia. Dores menstruais. Artrite.
Chá de Sésamo, prisão de ventre, regulariza a menstruação,
ajuda a escurecer o cabelo, melhora a visão e é útil em todo o tipo de problemas visuais.
Chá de Salva – Alivia dores de cabeça. Dores e inflamações na garganta. Afecções da boca.
Chá de Tília – Calmante natural, melhora a qualidade do sono. Utiliza-se para perturbações nervosas e dores de cabeça. Diurética. Antiespasmódica. Sudorífera.
Chá de Tomilho – Anti-fadiga. Anti-asmático. Constipações. Problemas vias respiratórias. Alívio de dores menstruais.
Chá Lúcia-lima – Calmante natural e ansiedade.
Chá de Urtiga – Digestivo. Ressaca. Drenante. Anti-cancerígena. Combate hemorróidas.
Chá de QUEBRA-PEDRA, uma planta medicinal muito utilizada como dissolvente de cálculos renais e hepáticos.
Chá de Valeriana – Combate ansiedade, stress. Regula o sono. Alívio de dores menstruais.
Chá de Oliveira – combate colesterol e hipertensão, ajuda a emagrecer
Chá de Verbena – Digestivo. Ajuda no combate a diabetes.
Atenção caro leitor, estas infusões de plantas podem contribuir para melhorar a sua saúde e bem-estar natural. No entanto, em caso de sintomas de doença deverá contactar o seu médico o mais urgente possivel. O chá é tradicionalmente usado nos seus países de origem como uma bebida benéfica à saúde em vários aspectos. Recentemente, cientistas têm se dedicado aos estudos dos efeitos do chá e das ervas aromáticas e medicinais sobre o organismo, bem como a conhecer melhor as substâncias que promovem esses efeitos. Todos os tipos de chá possuem praticamente as mesmas substâncias, porém em concentrações muito diferentes devido aos processos de preparação.
Estudos sugerem que o chá tem muitas propriedades benéficas importantes, por exemplo: é anticancerígeno, aumenta o metabolismo, ajuda o sistema imunológico, reduz o mau-hálito, diminui o stress, tem efeitos sobre o HIV. Vários estudos foram já realizados, e muitos outros são agora desenvolvidos, sobre os vários benefícios que cada tipo de “chá” pode trazer para a saúde. Há infusões de plantas que têm uma acção calmante, outras diurética, outras ainda digestiva. O chá contém flavonóides, que agem como antioxidantes – e vários estudos mostram que estes componentes podem ajudar a prevenir o aparecimento de várias doenças.
É no entanto necessária alguma precaução em relação a estas conclusões, porque não existem praticamente resultados científicos conclusivos.

Gostou deste Post?

Deixe o seu Comentário

*

Criado por MisterWP - Blogues Profissionais em Wordpress